> M: HM PEDE SOCORRO !

HM PEDE SOCORRO !

FALTAM ATÉ AGULHAS E AUXILIARES DE ENFERMAGEM TRABALHAM 30 HORAS SEGUIDAS NO HOSPITAL MUNICIPAL

O Hospital Municipal encontra-se numa situação de calamidade. Faltam materiais que deveriam ser utilizados na aplicação de medicamentos, auxiliares de enfermagem chegam a trabalhar 30 horas seguidas, banheiros com instalações hidráulicas que não funcionam e falta de funcionários. O resultado não poderia ser outro. De um lado sofre a população que tem um atendimento de baixa qualidade. De outro, os servidores, pois são submetidos a condições de trabalho desumanas.

FALTAM MATERIAIS HOSPITALARES:

Na noite de 03 de outubro não havia escalpes no hospital. O escalpe é um material hospitalar utilizado na aplicação de soros e medicamentos. O material que estava sendo utilizado para substituir o escalpe, causa um desconforto maior ao paciente, pois a agulha é maior. Servidores que não quiseram se identificar com medo de sofrer represálias, disseram que não há escalpe no hospital há mais de um mês. Esse é só um exemplo. Há relatos de falta de outros materiais.

AUXILIARES DE ENFERMAGEM TRABALHAM ATÉ 30HORAS SEGUIDAS:

Isso é desumano! Vale lembrar que diariamente são atendidas centenas de pessoas no HM. Esses profissionais se desdobram para prestar um atendimento humanizado, mas eles mesmos são vítimas de uma jornada de trabalho desumana. A sobrecarga de trabalho, que se estende à outros setores do hospital, interfere diretamente na saúde do trabalhador e na qualidade do serviço prestado a população.

FALTAM ENFERMEIROS :

O setor de Emergência Psiquiátrica que atende a vários municípios da região ficou por meses sem a supervisão de um enfermeiro do período noturno. Embora o hospital possua cinco setores, no próximo mês contará apenas três enfermeiros para cobrirem todo o hospital. Vale lembrar que até pouco tempo atrás, cada setor tinha o enfermeiro supervisor. Mais uma vez sofrem os trabalhadores e a população.

QUEM TRABALHA 24 HORAS É OBRIGADO A DESCANSAR SENTADO:

Os servidores que trabalham à noite (muitos deles já trabalharam o dia todo no HM), agora são obrigados a descansar em cadeiras. Essa é a nova determinação da direção do hospital. Essa medida revoltou todos os trabalhadores. Imagine que depois de terem trabalhado 12, 18 horas consecutivas, o trabalhador é obrigado a descansar em cadeiras. As fotos abaixo mostram exatamente onde os auxiliares de enfermagem do Pronto Atendimento são obrigados a descansar. Isso é desumano! Os médicos ainda não tiveram suas camas retiradas. O que não deveria acontecer. As camas deveriam ser disponibilizadas à todos os servidores que trabalham à noite. Pois todos, igualitariamente, têm o direito de terem condições dignas de trabalho. Para que afinal, possam prestar um bom atendimento à população.



Esse material está sendo enviado para: Promotoria de Defesa da Saúde Pública,Procuradoria do Trabalho,Conselho Municipal de Saúde , Conselho Local do Hospital Municipal, vereadores, imprensa e a população maringaense.

SISMMAR (Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Maringá

Tá difícil... Imagina se não fosse um governo com CIDADANIA!!!

0 comentários:

Blog Archive

  © Blogger templates The Professional Template by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP