> M: Pluralismo - Este é um texto de 2008 o qual reproduzo novamente...

Pluralismo - Este é um texto de 2008 o qual reproduzo novamente...

Para quem vive atrás de definições e de leis sabem muito bem o significado de Pluralismo Político. Mas o termo empregado como "pluralismo partidário" não expressa necessariamente a definição formal e sim um processo novo na política eleitoral nos últimos tempos.
Alguns políticos mandatários do poder entenderam que a questão do processo eletivo estava acima das questões ideológicas e que o chamado pluralismo político tanto defendido pela esquerda como forma de expressar e legitimar a democracia poderia ser empregada como esquema para ganhar eleições. Para tanto, investem em pessoas e lideranças em várias siglas partidárias no sentido de manter um estreito relacionamento com este partidos. Evidente que o corporativismo formado por várias siglas partidárias possibilita arranjos diversos na formação de coligações, estas cada vez menos ideológicas e cada vez mais interessada no poder.
Assim, termos como partido de esquerda e direita deixa de ter sentido na hora das composições, facilitando sobremaneira os objetivos de conquista e manipulação das massas populares.
O povo, alheio a tudo, são levados a acreditar que os conceitos de política mudaram e que a existência de oposição não é merecedora de créditos e de votos pois implica apenas em ataques pessoais e não como forma de fazer valer o processo democrático de direito.
O conceito de moralidade e ética passam a ter validade somente em discussões paralelas mas deixam de ter fundamentação prioritária para o exercicio de funções públicas quando são devidamente manipuladas por grupos do poder, vencedores das urnas e do processo eletivo, mesmo que estes sejam manipulados por formas de corrupção pré-instaldos nas instituições e organizações políticas.
Em sintese, podemos exemplificar as composições politicas realizadas em nossa cidade nestas eleições como a aplicação do conceito de "pluralismo eleitoral". Um grande grupo de partidos unidos em uma coligação muito bem estruturada e de outro lado pequenas composições que não mostraram forças para fazer oposição.

Enquanto isto, as promotorias públicas buscam nas malfadas linhas da nossa constituição, condições para interromper o processo de crescimento da política do vale-tudo... Os TREs, ahh os TREs merecem outro post...

obs: se parecer confuso é porque é realmente confuso.

0 comentários:

Blog Archive

  © Blogger templates The Professional Template by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP