> M: CORRUPÇÃO - ENTREVISTA DE EDUARDO CAMPOS AO G1

CORRUPÇÃO - ENTREVISTA DE EDUARDO CAMPOS AO G1

G1 – A Operação Navalha envolveu diversos partidos e inclusive um correligionário do sr. Qual sua avaliação do envolvimento de José Reinaldo Tavares [ex-governador do Maranhão filiado ao PSB]?

Eduardo Campos – O governador José Reinaldo Tavares se filiou no ano passado dentro do esforço da oposição local de encontrar caminho para vencer eleições com Edson Vidigal. Logo que tomei conhecimento da questão, sem nenhum tipo de prejulgamento, porque acho que todos têm amplo direito de defesa, determinei que a Comissão de Ética do partido instalasse processo e pegasse informações. O que sei é o que saiu na mídia. O que acho é: fez errado tem de pagar. O Brasil não suporta mais essas coisas.


G1 - E o que poderia ajudar a combater casos como este? A reforma política?

Eduardo Campos - Acho que é preciso discutir na reforma política a natureza do financiamento das campanhas. Essas coisas não se resolvem por decreto, é um processo cultural. Hoje, já se deu passos, mas é preciso dar novos passos. Mesmo as democracias mais avançadas do mundo não estão imunes. O importante é ter mecanismos de punição. Reforma política pode ajudar. Não resolve, mas ajuda a ir resolvendo. A geração que está na escola precisa compreender, respeitar as regras, valorizar o mérito. No serviço público, selecionar por comitê de busca [grupo de técnicos que seleciona pessoas no serviço público de acordo com o currículo] e não por pela indicação. Já muda.

Eduardo Campos - Presidente Nacional do PSB

0 comentários:

Blog Archive

  © Blogger templates The Professional Template by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP